Aventura Solidária no interior do Brasil

Jovens universitárias de Brasília aproveitaram seu período de férias para realizar um trabalho voluntário com a população carente da cidade de Urucuia, em Minas Gerais.

Iniciativas Sociais
Opus Dei - Aventura Solidária no interior do Brasil

Cerca de 30 universitárias de Brasília participaram do projeto Aventura Solidária, que propõe a realização de diferentes trabalhos sociais em comunidades carentes no período de férias escolares. Dessa vez, em janeiro, a cidade escolhida foi Urucuia, cidade do interior de Minas Gerais e distante 300 km da capital.

Muitas das voluntárias participam dos meios de formação da Prelazia, no Centro Cultural Lajedo e se alegravam especialmente por poder responder através deste projeto ao chamado do Papa Francisco aos jovens, de serem “instrumentos de misericórdia para com o nosso próximo” (Mensagem para a JMJ de 2016).

A prefeitura municipal forneceu alojamento e alimentação para as voluntárias, as quais, do dia 10 a 17, promoveram atividades educativas para quase 100 crianças da comunidade, organizando uma feira de ciências de maneira lúdica sobre o Universo, o planeta Terra, o Brasil e o município. Grande parte das famílias também recebeu orientações sobre prevenção de doenças, como a dengue - epidemia comum no país - e de problemas com drogas. As estudantes receberam treinamento anteriormente e ajudaram a eliminar focos de propagação da doença (locais em que o mosquito transmissor põe seus ovos) em casas e terrenos abandonados da região.

Uma das propostas dessa edição da Aventura Solidária foi a realização de acompanhamento médico geral da população local. Portanto, estudantes de Medicina, Odontologia e Nutrição, coordenadas por uma profissional médica, atenderam tanto crianças quanto adultos para detectarem problemas básicos de saúde através de um circuito de exames abrangendo várias áreas: cardiologia, pneumologia, otorrinolaringologia e oftalmologia, e mães de diversas famílias também receberam dicas de como melhorar a saúde alimentar em casa. Ao final do projeto, algumas voluntárias fizeram uma análise baseada em dados coletados e repassaram para a prefeitura. “Com esses dados, dá para acompanhar o crescimento e desenvolvimento da criança”, explica a nutricionista responsável.

No último dia em Urucuia, as participantes organizaram um bazar feito de doações de roupas, acessórios e brinquedos para a comunidade, com preços bem acessíveis e peças em bom estado. “Comprei de tudo: roupa de cama, vestido, calçado, brinquedo...”, conta uma mãe que participou, e pediu para que o projeto voltasse à cidade outras vezes.

Ao final dessa Aventura, várias estudantes passaram a ajudar em outros projetos sociais realizados em Brasília ao longo do ano, e uma próxima será organizada para o mês de julho.