Um milagre moderno

Algumas vezes, Deus ilumina os caminhos de nossas vidas com histórias de fé e de amor através das circunstâncias mais corriqueiras. Para Shirley Sangalang, tudo começou quando, numa fatídica manhã de abril de 1989, borrifou acidentalmente perfume em seu ouvido.

Favores de São Josemaria

Ela sentiu uma sensação de queimadura, limpou o ouvido com um lenço, foi trabalhar e esqueceu o ocorrido. Quatro dias depois, a dor voltou e, no quinto dia, tornou-se insuportável. A médica que a examinou disse que ela precisaria passar por uma cirurgia. "A maneira com que ela disse isso foi alarmante e eu fiquei aterrorizada," disse Shirley, que nunca gostou de ir a hospitais.

Ela ligou para um amigo médico e perguntou se ele conhecia um outro otorrino que pudesse dar uma segunda opinião. O amigo recomendou o Dr. Eric Nubla, um médico do Makati Medical Center. O Dr. Nubla explicou que o perfume tinha causado uma infecção recorrente por fungos e que tinha consumido completamente a membrana do tímpano. "A infecção tinha-se tornado realmente grave," disse o Dr. Nubla. "Ela estava vindo aqui duas vezes por semana, com dor. Algumas vezes ela chorava quando eu limpava o seu ouvido. Mas eu tinha de ser agressivo porque, se não o fosse, ela poderia desenvolver uma infecção que atingisse o cérebro."

Shirley disse que não conseguia dormir à noite e que teve de faltar ao trabalho vários dias. "Eu não apenas sentia a dor, mas podia até ouvi-la. E passava noites em claro sempre que eu tinha uma infecção," afirmou. Em 1992, o seu ouvido tinha piorado por causa da infecção por fungos, e não parecia haver outra saída além da cirurgia.

O Dr. Nubla receitou gotas para o ouvido. Ele chegou a pedir a Shirley que lavasse o ouvido com água e vinagre, mas a situação só piorou. "Eu podia sentir que o médico estava ficando frustrado, pois ele tinha receitado cinco tipos diferentes de gotas para o ouvido, mas eu não estava melhorando."

No fim de maio de 1993, enquanto o Dr. Nubla estava limpando o ouvido de Shirley, ele perguntou se ela rezava ao Bem-aventurado Josemaría. Shirley disse que o fazia, mas não pedindo por seu ouvido. O médico então perguntou: "Por que você não pede pela cura de seu ouvido?" Shirley respondeu: "Vou rezar, se o senhor rezar também."

Nesse ponto, o Dr. Nubla desafiou o Bem-aventurado Josemaría: "Se você é mesmo o santo que dizem que é, cure o ouvido de sua filha." Ele pediu a Shirley que retornasse na semana seguinte.

A cura

Mas Shirley não voltou senão três semanas depois. Quando ela veio, o Dr. Nubla ficou surpreso ao vê-la com boa aparência e sem dor. Depois de examinar seu ouvido direito, ele ficou assombrado ao vê-lo totalmente livre da doença. Ele escreveu que "o tímpano estava totalmente reconstituído e sem nenhum sinal da perfuração total ou da infecção."

No seu testemunho, o Dr. Nubla disse: "Eu me senti tão pequeno e... uma convicção interior me assegurava que tinha sido a intercessão do Bem-aventurado Josemaría que alcançara a cura de Shirley, não só para ajudá-la, mas também para ganhar o meu coração."

A cura de Shirley ocorreu em junho de 1993. Mais de sete anos depois, até hoje, não teve nenhuma outra infecção em seu ouvido direito. Ela acrescenta que o seu ouvido direito ouve ainda melhor do que o outro.

  • Extraído do artigo de Ria Yap // Philippine Daily Inquirer (Manila)