“Estudar não é uma tarefa banal”

Maurício Fernandes, de 22 anos, é estudante do 4º ano de Medicina na Universidade Federal do Paraná. Nascido em Ponta Grossa, atualmente mora numa residência universitária - o Centro Cultural Marumbi, em Curitiba - e aqui fala dessa sua experiência.

Testemunhos

Como o Centro Cultural Marumbi contribui na sua vida universitária?

Foi um marco na minha vida. Em relação à vida universitária, o Centro Cultural Marumbi, que é a minha atual residência, contribui amplamente para enriquecer os meus conhecimentos, também culturais, e ampliar minha experiência de vida.

Além disso, tem um significado especial para mim porque, morando longe de casa e noutra cidade, posso dizer que me sinto dentro de uma nova família e entre amigos.

Como você encara o período de faculdade?

Em minha opinião, a passagem pela universidade é um período único e muito enriquecedor. Trata-se de uma época de estudos, aperfeiçoamento e conquista de maturidade. Porém, acho que não consiste apenas no aperfeiçoamento técnico e científico para a futura profissão. Muito pelo contrário, há também a possibilidade de se aperfeiçoar como pessoa. Durante esse percurso, aparecem muitas novas amizades, que são fantásticas.

Como unir um estudo exigente com as outras atividades (esporte, amigos, etc.)?

Como em qualquer momento da vida, é necessário organizar-se. Assim, é possível conciliar o tempo para atender as diferentes atividades ou necessidades, como a família, os amigos, a religião, o estudo, o esporte. Além disso, não se pode ver o estudo simplesmente como um fim em si, apenas para obter êxito acadêmico e boas notas. Todo o conhecimento, de uma forma ou de outra, deve ser aplicado também nas relações humanas.

De que forma o Opus Dei te ajuda no estudo?

Eu posso dizer que o Opus Dei me ajudou em todos os aspectos da minha vida e, dentre eles, o estudo. A partir do momento que eu conheci a Obra, descobri que estudar não é uma tarefa banal. Estudar também passou a ser uma maneira de ajudar o próximo, desde já e também como preparação para o futuro. Estudar bem hoje capacita-nos a servir melhor a sociedade amanhã. Pode ser também um caminho em busca da santidade.