Do fundo do coração

Escrevo este testemunho para partilhar algo que aprendi. Estava convencida que controlava tudo na minha vida.

Favores de São Josemaria

Terminei os estudos secundários com notas muito altas e sentia-me orgulhosa. Estava convencida de que tudo resultaria como tinha programado e que nada poderia destruir os meus planos. Primeiro problema: o meu pai ficou doente e não podia pagar os meus estudos na sua totalidade. Tive de arranjar um trabalho a tempo parcial para pagar as propinas. Uma pessoa deu-me a conhecer a Novena de S. Josemaria e, pela primeira vez, na vida tive a sensação de perder o controle. Na minha “juventude imatura”, aprendi a primeira e grande lição. Ajoelhei-me diante de Deus sem perder a esperança, procurando seguir a doutrina que tinha aprendido na minha infância – os meus pais são católicos muito praticantes – e rezei durante sete dias. Primeiro milagre: consegui um trabalho a tempo parcial na própria universidade em que estudava.

Nessa altura, 2006, comecei pouco a pouco a “perder o controle”, deixando as coisas nas de Deus, aprendendo lentamente a confiar n’Ele. Consegui harmonizar trabalho e aulas, e avançava nos estudos universitários, sempre com a Novena bem no meu coração. Passavam os anos, e tornei-me mais forte graças às aulas de formação a que assistia no campus universitário. Depois, em 2009 consegui um segundo emprego, milagrosamente, com o auxílio da mesma Novena. Nessa época S. Josemaria era o meu “herói” (não encontro uma palavra melhor para o definir). Todos os dias pedia que a graça de Deus me ajudasse a amá-lo através do meu trabalho diário. Não arranjo explicação para saber de onde me vinha a força. Em 2011 recebi o dom mais importante da minha vida (depois de Deus, claro está). Encontrei um companheiro, amigo e, depois, marido. Casamo-nos, e Deus continuava a abrir-nos as portas. O meu marido trabalhava em Mombaça e eu em Nairobi, a mais de 500 km de distância. Sendo novos e apaixonados custava-nos muito a separação. Voltei a rezar a Novena e, contra todos os prognósticos, consegui um emprego em Mombaça em 2012. O meu agradecimento para com Deus crescia sem parar. Continuei a rezar a Novena e em março de 2016 apareceu-me um emprego melhor. Este é o milagre que hoje quero partilhar.

Posso dizer que aprendi a deixar que seja Deus a orientar a minha vida, e a acreditar no poder da oração. Os ensinamentos sobre a santidade que o Opus Dei difunde continuam vivos no meu coração e continuo a rezar para poder viver segundo a mensagem do nosso Padre, S. Josemaria. S. Josemaria, rogai por nós. Obrigada.

A. K., Quênia